COMO COMEÇAR UMA REEDUCAÇÃO ALIMENTAR PARA IMPULSIONAR SUA MUDANÇA DE VIDA

Corredora exemplo de como começar uma reeducação alimentar
Como começar uma reeducação alimentar e nunca mais desistir como sempre acontece?

Esta é “a pergunta de 1 milhão de dólares”.

A história se repete:

  • Você já tem consciência que a sua saúde interfere em todos os seus planos e objetivos
  • Você quer mudar de vida e sabe que mudar a alimentação é um fator determinante
  • Você também já sabe que precisa de uma reeducação alimentar urgente
  • Você passa a semana e/ou o final de semana comendo uma sequência de “besteiras” e já prometeu várias vezes que vai começar a reeducação alimentar “na próxima segunda-feira”
  • O fim de semana chega e você não quer deixar de comer tudo o que “tem direito”
  • A semana começa de novo, mas nada muda, nada se transforma, nada acontece

E a história novamente se repete…

Porque isso?

Falta disciplina?

Falta força de vontade?

O que falta afinal?

É essa resposta que você terá agora.

Neste artigo você vai descobrir como começar uma reeducação alimentar como você nunca viu.

Continue lendo e veja:

Antes de seguir com a leitura veja o resumo do artigo em formato de mapa mental:

Resumo do artigo como começar uma reeducação alimentar para impulsionar sua mudança de vida

 

Você também pode baixa-lo em pdf clicando no botão abaixo:

Agora vamos ao que interessa.

O QUE ME FEZ COMEÇAR UMA REEDUCAÇÃO ALIMENTAR

A corrente sanguínea simboliza o desafio de como começar uma reeducação alimentar

Como um rebelde questionador, sempre procurei olhar para as coisas da vida por um ângulo diferente.

Já “levei muita porrada” por “pegar carona” no senso comum e acreditar nas “verdades” que a maioria já conhece.

Há alguns anos descobri que estava pré-diabético e então “a sirene da vida” começou a tocar.

Foi a primeira vez que estive num consultório de nutrição e tive a oportunidade de perceber que eu não me alimentava; eu simplesmente comia (comer e alimentar são coisas bem diferentes).

Por várias vezes, me pegava refletindo sobre a grande questão:

Como posso começar uma reeducação alimentar?

De frente para o nutricionista, me surpreendi com a primeira pergunta que ele fez:

“Daniel… seja totalmente sincero e diga, como é sua alimentação? ”

Comecei a falar sobre minhas preferências e ele foi “afunilando” dentro de cada categoria de alimentos e refeições.

E então ele questionou:

– “Você come arroz? ”

Eu disse sim.

– “Quantas colheres”?

Respondi:

– “Três colheres”

E subitamente, ele abriu uma caixa que estava bem ao meu lado com vários tamanhos de colheres:

– “ Três de qual das colheres? ”

E a consulta se estendeu por mais de duas horas.

QUANDO “A FICHA CAI” A MUDANÇA INICIA

O cérebro é seu aliado para saber como começar uma reeducação alimentar

Pela primeira vez “a ficha começou a cair”.

Eu nunca tinha medido minha alimentação e nunca tinha pensado nos efeitos dos alimentos no organismo.

Foi nessa ocasião que fiz uma das melhores descobertas da vida; começar uma reeducação alimentar não é tão difícil quanto a gente pensa que é.

Trata-se apenas de uma transição para algo muito melhor e não de uma proibição perpétua.

No processo de mudar de vida passo-a-passo, essa mudança progressiva é uma grande aliada da sua saúde.

Ela vai lhe ajudar a ter mais força e mais energia para alcançar seus reais objetivos.

Nos momentos em que o nosso corpo emite alertas somos forçados a refletir.

Vem a percepção da fragilidade, da finitude e da necessidade de cuidar da saúde (que é bem diferente de remediar a doença).

Nada nessa vida é grátis e o autocuidado é o melhor que você faz pela sua saúde e por tudo de melhor que você merece.

Você vai perceber que ao acionar a chave da saúde, os efeitos positivos não serão apenas na saúde em si.

A vida passará a fazer mais sentido para você, já que estará investindo sua própria energia no que há de mais precioso.

Você passa a ter clareza de como sua saúde, seu tempo, seu dinheiro, sua missão e sua mente são totalmente interconectados no processo de mudança de vida.

Sabendo o que fazer para começar uma reeducação alimentar sua visão será outra.

PORQUE AS PESSOAS NÃO CONSEGUEM COMEÇAR UMA REEDUCAÇÃO ALIMENTAR

Como começar uma reeducação alimentar é um labirinto na mente de muitas pessoas

Há vários fatores que dificultam começar o processo de reeducação alimentar.

Geralmente é porque as pessoas:

  • Pensam que é “fazer regime” (deixar de comer tudo o que gosta para comer comida sem gosto)
  • Desconhecem alimentos saudáveis e ao mesmo tempo saborosos
  • Pensam que tudo o que é saudável é ruim
  • Pensam que para se alimentar bem é preciso comprar comidas caras ou difíceis de conseguir
  • Tentam fazer reeducação alimentar simplesmente parando de comer ou tentando fazer a mesma “dieta mágica” que a vizinha, a cunhada, o primo ou amigo fizeram para emagrecer
  • Não têm noção da quantidade e da qualidade dos bons alimentos que podem substituir a dieta desorientada que já tentaram fazer
  • Pensam que nunca mais poderão apreciar uma boa comida ou ir num restaurante bacana (na prática, o que comer)

Reeducar a alimentação de forma correta é muito mais uma questão de conhecimento e consciência do que qualquer outra coisa.

Na vida frenética da atualidade, comer se tornou quase um processo inconsciente.

Além de não fazer boas escolhas alimentares, muitas pessoas praticamente “engolem” ao invés de mastigar.

É preciso mudar isso e é possível fazê-lo de forma definitiva.

OS PRIMEIROS PASSOS PARA MUDAR SUA ALIMENTAÇÃO E CONSEQUENTEMENTE MUDAR A SUA VIDA

A mão aberta representa os primeiros passos de como começar uma reeducação alimentar

O primeiro passo para mudar sua alimentação é derrubar mitos e crenças erradas.

A resistência à mudança vem exatamente do desconhecido, da falta de informação e orientação.

Existem simples e pequenas dicas para começar que lhe ajudarão a perceber como é fácil iniciar uma reeducação alimentar simples e barata, descomplicada e inclusive saborosa.

Você vai notar que estas pequenas mudanças trarão outras mudanças na sua vida, a começar pela sua mente.

Com pouco dinheiro e um pouco de informação, você já pode dar o seu primeiro passo e saber o que comprar (pouquíssima coisa; praticamente chocolate, poucas castanhas, frutas, azeite e farelos).

Acredite se quiser, eu mesmo pude descobrir que os vícios alimentares que a gente nem sabe que tem, na verdade são causados por ansiedade ou pelo estresse do dia-a-dia.

Realizando pequenas transformações e utilizando dicas bem práticas, você vai perceber sua vida de outra forma.

Isso vai lhe ajudar a acionar outros gatilhos de mudanças em outras áreas da sua vida.

7 MUDANÇAS NADA RADICAIS PARA SABER COMO COMEÇAR UMA REEDUCAÇÃO ALIMENTAR COM TRANQUILIDADE

Agora vou lhe mostrar alguns fundamentos de como fazer reeducação alimentar usando como exemplo as primeiras mudanças que fiz e os primeiros resultados que conquistei.

Vou começar por uma das mudanças que eu achava que seria um “bicho de sete cabeças”, mas que na verdade foi bem mais fácil do que eu imaginava, além de muito prazerosa.

Vamos ao que interessa.

MUDANÇA 1 –  TROQUE FALSOS CHOCOLATES POR CHOCOLATES VERDADEIROS E SAUDÁVEIS

Chocolate é um dos alimentos para saber como começar uma reeducação alimentar

Eu adoro chocolate e sei que muita gente também gosta muito.

Foi em 2012, ao descobrir que minha glicose estava na faixa de pré-diabetes (glicemia jejum = 108) que fiz essa prazerosa mudança (pois é, chocolate para reeducar a alimentação:))

Lembro claramente que eu só comia chocolates populares, sem imaginar que o que mais tem nestes “chocolates” é açúcar e mais algumas coisas nada saudáveis.

O percentual de cacau destas “iguarias” é baixíssimo.

Na verdade, eles contêm essencialmente:

  • Açúcar
  • Parafina
  • Emulsificantes
  • Aditivos químicos

Veja o que mostra este excelente vídeo do canal Do campo à mesa, da jornalista Francine Lima:

Naquela época, meu primeiro nutricionista explicou que se eu trocasse estes pseudo-chocolates por chocolates de verdade, além de evitar um mal, causaria duas mudanças importantes:

1 – Redução da carga glicêmica no organismo (veja o que é carga glicêmica clicando aqui)

2 – Aproveitamento da função antioxidante que os verdadeiros chocolates têm (veja explicação abaixo no Instagram do nutricionista Dr. Luciano Bruno)

Vai um 85% cacau aí? Cacau deve fazer parte de um plano alimentar eficiente. Dentre os vários compostos bioativos existentes, os polifenóis do cacau tem papel fundamental na modulação hormonal e do estresse oxidativo. Consumir fontes de cacau como o chocolate com teor de cacau acima de 70% no meio da tarde pode espantar aquela preguiça das 18h00 que muitas vezes tenta nos tirar do foco. Muitas pessoas relatam sensibilidade ao cacau, em muitos casos a modulação da microbiota (uso de probióticos) pode facilitar a conversão do fitoquimico no duodeno em formas menos alergênicas e mais prontamente absorvíveis no cólon. Isso evita restrições desnecessárias. Procure um nutricionista para adequações individuais. Abraços a todos!😉 #nutricaoeficiente

Uma foto publicada por Luciano Bruno (@lucianobrunocs) em

E foi exatamente o que fiz.

Troquei os falsos chocolates pelos verdadeiros (mínimo 70% cacau).

Talvez você pense que por serem meio amargos eles sejam ruins.

Se você nunca comeu um 70% cacau ou até mesmo um 85%, coma e sinta o sabor de um chocolate de verdade (e não de açúcar disfarçado de chocolate).

Você vai perceber que o sabor dos produtos de marcas famosas que todos conhecemos é mais açúcar do que qualquer coisa.

Também é importante dosar a quantidade.

O velho ditado de que tudo em excesso faz mal está corretíssimo.

Um pedaço/tablete diário dos bons chocolates serão fonte de prazer e saúde.

Você pode inclusive comer junto com uma dose de café expresso ou coado.

Veja a sugestão do Dr. Luciano Bruno (inclusive como pré-treino para quem faz musculação ou outra atividade física):

Bora treinar! Meu pré-treino hoje foi café + óleo de coco + chocolate 85%. Isso é suficiente para um pré-treino? Essa é uma pergunta recorrente nos últimos dias e, como tudo em nutrição a resposta é: depende! De forma direta, fitoquímicos termogênicos associados com triglicérides de cadeia média presentes em tal mistura podem estimular fatores associados com a oxidação de ácidos graxos e consequentemente, queima de gordura. Para todo mundo? Insisto na resposta, depende. Depende do que? Depende da expressão gênica. Em tempos de epigenética a individualidade é cada vez mais real e isso vale para o assunto. Muitas pessoas respondem bem ao uso de café com óleo de coco e outras não. Alguns polimorfismos (características individuais) genéticos fazem com que o indivíduo não tenha os resultados esperados. Como saber se a estratégia é adequada para vc? procurar um nutricionista, pelas características individuais e pregressas muito pode ser identificado e aplicado; fazer um teste genético para identificar alguns polimorfismos já conhecidos e com força científica suficientes para fazermos extrapolações; e outra alternativa é experimentar, experimente usar, só assim saberá se será eficiente para vc! Faço uma adaptação do “bulletproof coffee” (feito com manteiga) usando uma dose de café expresso ou coado + 1 colher de sobremesa de óleo de de coco logo ao acordar😉👍. Bom sabado! #nutricaoeficiente

Uma foto publicada por Luciano Bruno (@lucianobrunocs) em

Se você tem um desejo incontrolável de comer chocolate ou doces, saiba que isso tem origem química (é vício e provavelmente, vício em açúcar) ou emocional (ansiedade; o açúcar estimula a produção de dopamina, uma substância neurotransmissora que traz sensação de prazer, mas é um “calmante” que estimulado pelo açúcar, pode custar caro à sua saúde no longo prazo).

Pesquisas demostram que o açúcar (principal ingrediente dos pseudo-chocolates) é tão viciante quanto a cocaína (fonte)

Veja esta pequena reportagem sobre o assunto:

MUDANÇA 2 – ACIONE O PODER DAS FIBRAS NA SUA VIDA

Banana com granola para saber como começar uma reeducação alimentar

Fibras são amigas do corpo humano.

Na prática elas:

  • Ajudam no bom funcionamento do intestino
  • Trazem saciedade
  • Complementam qualquer refeição do dia
  • Ajudam a compor um plano alimentar para quem deseja ou precisa perder peso e se manter saudável
  • São encontradas em alimentos que também têm inúmeras outras propriedades excelentes para a saúde
  • Ajudam a reduzir o impacto do índice glicêmico dos alimentos no seu organismo

Indice glicêmico é um indicador da velocidade com que o açúcar presente em um alimento alcança a corrente sanguínea (fonte).

Este poder das fibras você vai encontrar nos seguintes alimentos:

CEREAIS

Cereais são aliados de como começar uma reeducação alimentar

  • Aveia
  • Linhaça (escura ou dourada)
  • Chia
  • Quinoa
  • Cevada
  • Arroz integral
  • Amaranto

FOLHAS

Folhas e hortaliças ajudam na tarefa de como começar uma reeducação alimentar

  • Couve
  • Rúcula
  • Espinafre
  • Taioba
  • Alface
  • Agrião
  • Repolho

FRUTAS

Frutas diversas ajudam no desafio de como começar uma reeducação alimentar

  • Pêssego
  • Abacaxi
  • Laranja (com o bagaço)
  • Uva com casca
  • Castanha de côco
  • Banana (principalmente a caturra)
  • Ameixa
  • Ameixa seca
  • Damasco seco

Inclua estes alimentos nas suas refeições de almoço ou jantar, pois fará muito bem.

MUDANÇA 3 – REDUZA O EXCESSO DE CARBOIDRATOS E DOCES

Pão é um inimigo do desafio como começar uma reeducação alimentar

Hoje há muita informação e muito mais pessoas instruídas sobre as propriedades dos alimentos.

Mas alguns mitos permanecem, até mesmo com profissionais de saúde.

Um deles está relacionado aos carboidratos.

A epidemia nacional e mundial de obesidade, diabetes e outras doenças relacionadas está tomando conta da humanidade.

Segundo a OMS – Organização Mundial da Saúde o número de diabéticos no mundo, quase quadruplicou desde 1980, chegando a 422 milhões de pessoas (fonte em inglês 0- OMS).

E ao contrário do que muita gente pensa, o problema da obesidade não está exatamente nas gorduras (há gorduras nocivas sim, mas há muitos mitos em torno disso).

O problema está mesmo está no excesso de carboidratos, especialmente os carboidratos simples.

Aqueles que são absorvidos pelo nosso organismo muito rápido (bolos, arroz branco, macarrão, balas, chicletes, doces, refrigerante, pão, “chocolates”).

Desde que somos crianças, comidas assim entram no nosso dia-a-dia, numa naturalidade impressionante.

Lembre-se da última festa de criança que você foi e o que as crianças estavam comendo “numa boa”.

Lembre-se também da quantidade de crianças e adolescentes que você vê “lotando” as filas dos fast-food, no shopping, na praça da sua cidade, nos aeroportos, rodoviárias, etc. .

Acontece que este tipo de comida se transforma em açúcar e em gorduras altamente nocivas.

Veja a explicação bem fácil de entender neste vídeo do Dr. Uronal Zancan:

 Além disso, os carboidratos açúcares são viciantes, tanto quanto drogas pesadas, como a cocaína.

Isso pode parecer um absurdo, considerando toda a tradição, a história e a cultura que há em torno dos doces no Brasil.

Mas é o que a ciência já sabe.

Neste vídeo o médico Dr. Lair Ribeiro fala sobre os efeitos dos carboidratos no nosso organismo:

É bom frisar que as frutas por exemplo, já têm açúcar e por isso você precisa ter consciência que é preciso equilibrar sua alimentação, para evitar uma carga glicêmica elevada.

Isso não é só para quem tem diabetes.

É para todo mundo.

Saúde de verdade é cuidar da saúde (e não cuidar da doença).

Também aprendi que todo alimento tem seu índice glicêmico, inclusive as frutas (tabela do índice glicêmico de alguns alimentos aqui)

Veja também este texto e tabela da Harvard (em inglês).

Sabendo disso, você pode começar a alternar frutas na sua alimentação para não comer apenas as que têm alto índice glicêmico.

Equilibre sua alimentação observando o índice glicêmico dos alimentos.

MUDANÇA 4 – INCLUA ALIMENTOS TERMOGÊNICOS NO SEU DIA-A-DIA

Alimentos termogênicos são grandes parceiros de como começar uma reeducação alimentar

Alimentos termogênicos são amigos da saúde e do bem-estar.

Aceleram o metabolismo, ao contribuir para um gasto energético maior, especialmente se associados a outros fatores importantes para uma vida saudável, tais como alimentação balanceada e atividade física.

Quando reeduquei minha alimentação, o plano alimentar incluía canela e cacau em pó, para utilizar junto com uma porção de fruta no café da manhã e no lanche da tarde.

Além de saudável, o sabor especial é um destaque no cardápio dos termogênicos.

Alguns dos mais conhecidos (e fáceis de obter) alimentos termogênicos são:

  • Canela
  • Cacau em pó
  • Gengibre (excelente na comida japonesa ou para fazer chá)
  • Guaraná em pó
  • Pimenta vermelha (pequena dose)
  • Café (Expresso ou coado, de boa qualidade)
  • Chá verde

Veja o que diz neste post, o médico Dr. Victor Sorrentino (Instagram), um dos maiores especialistas em saúde e longevidade do Brasil:

 

Você sabia que existem alimentos que, quando passam pelo processo de digestão, geram um gasto maior de energia, devido a suas propriedades? O consumo destes alimentos acaba por acelerar o metabolismo e de certa forma CONTRIBUIR também com o emagrecimento. Muito útil, certo? Pois eles são chamados ALIMENTOS TERMOGÊNICOS. • 👉🏼Confira abaixo alguns exemplos de alimentos termogênicos: ✅Pimenta vermelha é uma grande aliada pois possui uma substância chamada capsiacina. Em estudos recentes ficou demonstrado que o consumo frequente pode aumentar o metabolismo basal. ✅Chá verde ✅Gengibre ✅Cafeína ✅Água gelada (sim, água gelada!). Pesquisas mostraram que o corpo usa grande quantidade de energia quando se bebe de 8 a 10 copos de água gelada por dia, pois é necessário esse esforço para manter a temperatura corporal sempre adequada. • ✅Canela também melhora o sistema imunológico e acelera o metabolismo, além de facilitar a ação da insulina (veja em meu vídeo anterior a este post, como é importante este processo). • 🚫Mas é importante deixar claro que obviamente só consumir estes alimentos não vai adiantar. É preciso sempre, equilíbrio, e antes de mais nada ter uma alimentação adequada com boas proporções entre proteínas, gorduras e carboidratos, além de praticar exercícios físicos. • 🚫Vale lembrar que a ingestão exagerada desses alimentos pode ser prejudicial, por isso é importante a orientação de um profissional atualizado, propondo a quantidade adequada de alimentos termogênicos que você poderá consumir. • #SegredosParaUmaVidaLonga #ProjetoDrVictorSorrentino #Medicina #Termogênicos #Pimenta #Canela #Gengibre #Emagrecem #Metabolismo #MedicinaFuncional

Uma foto publicada por Victor Sorrentino (@drvictorsorrentino) em

MUDANÇA 5 – TROQUE AS GORDURAS INIMIGAS PELAS GORDURAS AMIGAS DA SAÚDE

Abacate é uma das gorduras amigas do desafio de como começar uma reeducação alimentar

Como já citei acima ao falar do excesso de carboidratos, o mito da gordura como um causador do aumento de colesterol gerou uma espécie de “lipofobia” nas pessoas.

Muita gente pensa que toda gordura “engorda”, entope veias e artérias, aumenta o colesterol e causa outros males.

Isso é verdade, quando se trata de “gorduras inimigas”.

Mas nem toda gordura é inimiga.

Há várias gorduras que são muito benéficas.

GORDURAS AMIGAS DA SAÚDE

O que muita gente ainda não sabe é que existem “gorduras amigas”, que fazem exatamente o contrário, trazendo excelentes ganhos e longevidade.

Exemplos:

  • Óleo de côco
  • Gordura do côco (o óleo de côco abaixo de 25 graus se transforma em gordura)
  • Gordura do abacate
  • Óleo de abacate
  • Banha de porco
  • Óleo das castanhas (Castanha do Pará, Castanha de Caju, Nozes)
  • Pasta de amendoim (sem adição de açúcar ou proteica)

GORDURAS INIMIGAS DA SAÚDE

As “gorduras inimigas” estão presentes em alguns óleos vegetais, que muita gente pensa que são bons, quando na verdade não são.

Elas estão presentes também nos biscoitos industrializados e outros alimentos que têm gordura trans.

Essas “gorduras inimigas” são encontradas no óleo canola;

Fique sabendo que não existe óleo DE canola, pois canola não é uma planta e sim uma sigla – Can(adian) + o(il) + l(ow) + a(cid).

Óleo de soja, óleo de milho e óleo de girassol são 3 outros venenos.

Veja as considerações do nutricionista Dr. Luciano Bruno sobre o assunto:

 

Existem muitos equívocos quando o assunto é óleo. Um exemplo: por muitos anos, quando não conhecíamos os malefícios e origem do óleo de canola este foi usado com apelo de saudável, hoje quem o usa são os desinformados, os mal informados ou aqueles que não estão nem um pouco preocupados com a saúde. Outro exemplo é o azeite de oliva, muitos resistem em usá-lo para cozinhar preocupados com possíveis produtos gerados, no entanto, azeite de oliva pode sim ser uma boa opção para cocção sob temperatura, pouquíssimos produtos ruins são gerados em temperatura de cocção doméstica; azeite extra-virgem devem ser usados para temperar salada pois não queremos perder os vários fenólicos nele presentes. Os critérios de seleção são simples, não vou me ater a detalhes tecnológicos de ponto de fumaça ou de fusão. Vou direto ao assunto: não use óleos refinados pois o processamento de desodorização e de refinamento remove alguns ácidos graxos e fenólicos, ou seja, óleos de canola, milho, girassol, soja estão fora. Esses tem o ômega-6 como ácido graxo majoritário, e seu excesso pode estimular fatores trascricionais como o NFKapa-B, responsável pela expressão de proteínas inflamatórias, aumento do potencial oxidativo principalmente em colesterol LDL, bem como aumento do risco de doenças cardiovasculares, inflamatórias, diabetes, etc. A seguir algumas dicas para auxiliar na escolha e aplicação. 👉 Azeite de oliva: para cozinhar, ideal para assados, omeletes e refogas; Não existe nenhum problema em usar manteiga sem sal ou a ghee para uma refoga rápida; a manteiga; 👉 Óleo de abacate: ingerir 15 minutos antes do almoço ou jantar; 👉 Óleo de macadâmia ou azeite de oliva extra virgem prensado a frio ou óleo de semente de uva: para temperar saladas e preparações sem uso de calor. 😉👍👊 #nutricaoeficiente

Uma foto publicada por Luciano Bruno (@lucianobrunocs) em

 

Veja também o que diz o Dr. Victor Sorrentino, quando o assunto é gordura:

MUDANÇA 6 – EXTERMINE O REFRIGERANTE DA SUA VIDA (SUCOS DE CAIXINHA TAMBÉM)

Refrigerante é o maior inimigo do desafio de como começar uma reeducação alimentar

Se tem uma bebida popular que destrói a saúde é o tal do refrigerante, o popular “refri”.

Muita gente já ouviu falar disso, mas não consegue largar.

O motivo está relacionado ao que já mencionei na mudança 3 (excesso de carboidratos).

Refrigerante é uma bomba de açúcar

Dá uma “olhadinha” neste pequeno vídeo (cuidado para não cair para trás).

Ele mostra a surpreendente reação das pessoas, ao descobrir a quantidade de açúcar que há nos refrigerantes e nos sucos de caixinha:

Você certamente já viu adultos e crianças consumindo toneladas de refrigerantes, sucos de caixinha, os salgadinhos que o vídeo mostra, e outros venenos industrializados.

Você também já deve ter visto mães oferecendo estes produtos para bebês.

Talvez você seja uma das pessoas que consome estes produtos diariamente.

Inclusive eu e você sabemos que há pessoas que bebem mais refrigerante e sucos industrializados, do que água.

A consciência, a ciência e a informação valem muito e libertam. Uma mudança de vida pode e deve começar a partir disso.

Troque esses produtos por água e sucos naturais, que você mesmo faz em casa, de preferência para consumir sem açúcar (acredite é mais fácil do que você imagina).

Ou vá reduzindo a quantidade de açúcar progressivamente.

Se você trocar o açúcar refinado ou cristal por pouco açúcar mascavo, já é um grande passo.

Consulte com um bom nutricionista e peça orientações individuais.

Cada caso é um caso.

Não tenho dúvida de que sua vida vale muito, para você e para outras pessoas.

MUDANÇA 7 – INCLUA OLEAGINOSAS NO SEU DIA-A-DIA

Castanhas de caju são oleaginosas que ajudam no desafio de como começar uma reeducação alimentar

Oleaginosas são aquelas castanhas ou similares, muito saborosas por sinal, e que muita gente adora.

Dentre as principais e mais conhecidas estão:

  • Castanha do Pará
  • Castanha de Caju
  • Nozes
  • Pistache
  • Amêndoas
  • Amendoim
  • Macadâmia
  • Castanha de Baru

Estas castanhas são fontes das “gorduras amigas” que mencionei e também fonte de antioxidantes que previnem doenças do coração e outros males.

Devem ser consumidas em pequenas quantidades.

Por exemplo, como parte do lanche da tarde ou no meio da tarde (consulte um nutricionista para receber orientação individualizada).

O ideal é que sejam consumidas sem sal e sem fritura.

Estes alimentos preservam suas propriedades conforme são encontrados na natureza.

Veja a dica do Dr. Luciano Bruno sobre as propriedades nutricionais e como ele se planeja para ter as oleaginosas em qualquer lugar (atenção pessoas que viajam a trabalho ou passam o dia inteiro fora de casa):

 

DICA
Assista à entrevista que gravei com o Dr. Luciano Bruno sobre alimentos saudáveis e seus benefícios na jornada da mudança de vida clicando aqui!

CONCLUSÃO

Mesa com saladas e outros alimentos saudáveis para saber como começar uma reeducação alimentar

Saber como começar uma reeducação alimentar não é difícil.

Vai lhe trazer muitos ganhos.

Afinal, sua vida é o que importa.

Se você tem objetivos na vida, independente da sua idade comece agora esta mudança.

A alimentação faz parte da chave da saúde.

Por isso é crucial para lhe ajudar a mudar de vida, a contornar obstáculos que ficam puxando você para trás e criando limitações desnecessárias.

Muitas pessoas continuam a praticar uma alimentação absolutamente desorientada.

Elas acabam influenciando os que estão ganhando consciência.

Não se importe com as “besteiras” que as pessoas ingerem diariamente.

Há muita pressão social e cultural, para que você coma qualquer coisa em qualquer lugar.

Não precisa deixar de sentir os bons sabores, mas mude aos poucos e valorize o que você tem de mais precioso.

Volto a dizer:

Aos poucos ficará cada vez mais claro para você, a relação direta da sua saúde com o seu tempo, seu dinheiro, sua missão e principalmente sua mente.

Siga adiante, passo-a-passo, no seu ritmo.

Você não está sozinho ou sozinha.

Eu estou com você nesta jornada de mudança de vida.

11 Comentários


  1. Excelente artigo!
    Esclarecedor! Motivador! Convincente!!!
    Objetivo e, ao mesmo tempo, rico de informação.
    Linguagem fácil, acessível, sem deixar de passar credibilidade às informações.
    Valioso!

    Responder
    1. Daniel Bizon

      Oi Raíce! Muito grato pelo comentário. Use estas informações na prática. A alimentação é um dos fatores que trazem a verdadeira saúde. Por falar nisso, desejo muita saúde e muito sucesso. Sempre bem vinda e obrigado!

      Responder

  2. Faço minha as palavras das Raíce: conteúdo absurdamente simples e bastante esclarecedor. Inclusive, algumas das informações já conhecia (eu consumo pequenas porções de oleaginosas diariamente – além de saudáveis, saciam a fome durante os intervalos entre refeições).

    Responder
    1. Daniel Bizon

      Olá Ludwig, muito grato! Seja sempre bem vindo ao blog Minha Vez de Vencer. Com os novos conteúdos você entenderá claramente a relação entre as 5 chaves para mudar de vida e alcançar os seus reais objetivos. Saudações!

      Responder

  3. Quando paramos de pensar em alimentação como uma resposta a estética e nos conscientizamos que a questão é ser saudável ,é ter qualidade de vida, aí fica fácil entender tudo que vc dividiu conosco Daniel. Parabéns pela página.

    Responder
    1. Daniel Bizon

      Obrigado Joelma. Focando em saúde e qualidade de vida a melhoria estética acontece automaticamente. Estando saudável e feliz você estará mais bonita certamente. Saudações!

      Responder

  4. Excelente artigo, com certeza reeducação alimentar e informações verdadeiras sobre os alimentos, o que eles fazem, descobrir mitos e verdades ajuda muito.
    Agora é colocar em prática,já faço muito dessas coisas mas com seu artigo da para melhorar e implantar novos alimentos, novas práticas.

    Responder
    1. Daniel Bizon

      Cláudia muito grato pela interação aqui. Exato! O importante é colocar em prática porque a mudança de hábito só se faz assim. Desejo sucesso na sua mudança de vida!

      Responder

  5. Parabéns pelo artigo! Além de passar credibilidade e motivação, possui uma linguagem de fácil entendimento.

    Responder

  6. Olá. Parabéns pela matéria, excelente !! Em relação às oleaginosas, li alguns textos que falam do fitato (ácido fitico) presente nelas … que o fitato é um antinutriente … e que para eliminar o fitato das oleaginosas devemos deixa-las de molho entre 16 e 20 horas, para depois “secar” no forno à baixa temperatura durante algumas horas. Tem algo a dizer sobre isso ?

    Responder

Dúvidas? Pergunte! Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *